segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Anestesia Regional

As técnicas de bloqueio regional foram instituídas para impedir a condução nervosa do estímulo doloroso. Quanto se trata de cavidade oral, permite utilizar doses mais baixas de anestésico geral, garantindo maior segurança trans-operatória. O bloqueio regional pode ser empregado quando as cirurgias de cavidade oral implicam em um estímulo doloroso durante o processo. Por exemplo nas exodontias, endodontias e cirurgias como mandibulectomias ou maxilectomias. A escolha do anestésico varia de acordo com os objetivos: potencial doloroso, tempo de ação da analgesia necessário. A lidocaína é a mais utilizada, lembrando que não é indicado superar 7mg/Kg. Edema, fibrose, processo inflamatório e gordura são fatores que podem interferir no efeito analgésico. 

Seguem algumas imagens retiradas do livro Veterinary Dentistry for the General Practioner (Cecilia Gorrel):
1. Nervo Mentoniano  
2. Nervo alveolar inferior
3. Nervo Infra-orbitario



É fundamental lembrar, que mesmo realizando o bloqueio regional o protocolo com analgesia e antinflamatórios se faz necessário. 




3 comentários:

  1. É uma excelente ajuda durante os procedimentos de Odontologia! Mas é necessário saber que os bloqueios regionais não substituem a anestesia geral, sendo estes bloqueios realizados com o paciente já entubado, na maior parte dos procedimentos! Beleza Mari, um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Exatamente, só é possível realizar o Bloqueio após a anestesia geral. Uma tentativa de realizar este procedimento sem anestesia é um grande risco para o paciente!

    ResponderExcluir
  3. HUmmmm.... mas Má, será que adianta ainda dar injeção nele? Me parece que este vai ser dificil recuperar...rsss
    Brincadeira.
    Muito bacana o Blog, gostei...
    Bjs!!!

    ResponderExcluir